Tuesday, February 15, 2005

BUNK-BUNK A GO-GO!

O silêncio me deixa pensando.
Pensar não é nem um pouco agradável
quando você -
que no caso sou eu -
não tem um pensar lógico.
Meu pensar é todo passional
Como eu todo sou
Um saco de sentimentos que se empurram
E ganham uma voz, cheia de som e fúria,
Dizendo absolutamente nada.
Tolo
Idiota maior entre os grandes idiotas
Podia eu apenas não pensar
E me deixar estar, ver e passar.
Eu me agarro à todas as colunas
De todas as ruínas que Godzilla deixou
>> i am my own tsunami <<
Estes pensamentos são feitos
da mesma matéria que, quem diria:
destruía o reino de fantasia
em Neverending Story.

Atreyu... atrey-me…

Sinto o ocre odor dessa merda.
Não há fantasia onde há lógica, sabe?
Se eu quiser os dois, ótimo:
Tem lugar pra mim no mundo
Tudo que preciso fazer
É experimentar essa camisona branca
Com as mangas...
as mangas, isso....
Viu como elas são confortáveis?
São, não são?
Isso...
Agora amarra aqui pra mim?
aqui,
nas costas...
Aqui atrás e pronto.
Agora, eu posso bater cabeça
Minha dura cabeça
Sem nunca mais machucar ninguém
“Vai, fundo, meu chapa”,
diz o tiozinho do avental branco...
eu vou,
vou sim.


.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
… crôc.
.... bunk!
.... bunk!

… ai…

.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunk!
.... bunsh!
.... bunsh!
.... bunsh!




… shish.

1 Comments:

Anonymous man machine said...

boing
boom
tschak
bunk
bunk bunk
boing
boom
tschak
bunk bunk
bunk

February 16, 2005 at 3:36 AM  

Post a Comment

<< Home